Bem-vindos ao meu mundinho encantado! :)
RSS

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Uma filha para Cinderela

Personagens: pscicopata sou eu, e a menina (criança, ou similares) é minha sobrinha emprestada M*.

Apoiada na janela, vendo o pai ir embora e o carro do cunhado entrando na garagem, ela nem imagina a responsalibidade que lhe colocaram nas mãs.
A garota de 11 anos, adotada a um ano pela irmã, iria dividir o quarto com ela.
- Vai ser uma boa ouvinte - pensa a pscicopata, lembrando que, afinal de contas, era a unica que não contaria a ninguem.
Mal sabe, porem, que a pobre menina acabou de perder a mãe, e sem escolha, foi adotada pelo irmão mais velho.
Pela cunhada, a criança não sente amor de filha. Detesta aquela mulher irritante e grossa.
No periodo que convive com a pscicopata, porem, apesar de seus problemas, a garota percebe nela um abrigo.
E nela coloca sua confiança, amor de filha e a pscicopata de torna seu maior espelho.
A louca, porem, não sabia desse sentimento da criança por ela, e a tratava como uma irmã mais nova. Aconselhava conforme podia e com ela desabafava.
Mal sabia que era quem estava educando a criança.
Só depois de uma tentativa de suicidio mal-sucedida é que a pscicopata vê a menina chorando. Seus olhos se abrem e percebe que quase tirou a 3º "mãe" que a menina teve por uma morte ridicula.
Agora, a pscicopata resolve mudar. Não deixa de ser uma pscicopata, mas para de contar suas maluquices a menina, tratando-o agora com responsabilidades a base de conselhos e broncas.
A criança pode não ter entendido, mas a pscicopata sabe, que mais cedo ou mais tarde, sentirá pela 1° vez orgulho de si, por educar uma moça responsavel, segura e descente.

E assim, mais uma vez, Cinderela está de volta, mas dessa vez, Cinderela é mãe, e precisa se responsabilizar pelos seus atos.
Afinal, a filha está imitando ela.

Ah, as dietas afundaram no dai dos pais (alias, pior dia dos pais da minha vida, pois não conheço homenagens falsas, a seres que ODIAMOS). E hoje tambem.

Minha irmã INVENTOU uma historia de que fez um blog falso ake, fingindo que era anorexica (soh porque eu tive a brilhante ideia de dizer que eh impossivel se fingir de uma). Acredito que seja mentira, porque ela não perderia tempo com isso (pelo menos eh o que ela dah a entender quando eu to ake), mas se for verdade, ela soh pode ser uma dessas garotinhas mimadas que acham que virar anorexica eh como virar emo (foi mal o insulto, mas eh pra ver se ela entende, que existe sim, gente que TENTA fingir ser anorexica, mas na maioria das vezes, não consegue.)

Aaah, soh pra deixar claro, infelizmente, naum deu certo, mas vai, deixa pra proxima vez.

Kisses, mandem noticias

3 kcal:

Joana disse...

Fingir que é anoréctica? lol x'D
Ela fica assim uns tempos, mas depois cansa-se! Quem faz isso é para chamar a atenção!

Cuida-te!****

Srtª Vihh disse...

Não entendi bem.
Mas de certa maneira me entristeceu.

Ta disse...

Caramba, que bom que o veneno não fez efeito.

Postar um comentário