Bem-vindos ao meu mundinho encantado! :)
RSS

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Preconceito escondido

"Tenho uma namorada", diz a garota a amiga. Ela já sabia do seu lado gay, mas seus lábios se levantam nos cantos, com nojo. É isso que acontece em todos os lugares. Ningeum se importa de ter um amigo gay, desde que ele não beije ninguem em sua frente.
"Maldito seja os preconceituosos!". Essa devia ser uma das palavras de Jesus, mas ele foi mais amavel. Disse que era para amar uns aos outros. E amar é aceitar como é quem quer que seja.
Odio, rancor, magoa. Lagrimas que caem na calçada. Meu rosto abatido demonstra tristeza e cada movimento me entrega.
Em que mundo estou?Em que planeta viajo?Aqui mesmo no Brasil, sem volta, meus pés saem do chão. Calafrios corroem a espinha, momentos de solidão. Choro, sorrio, não importa, vem sempre a distração.
"Ainda está aqui?", pergunta o professor. Não professor, estou no país do amor. Viajo nas nuvens dos sus olhos pequenos, labios vermelhos, aqueles cabelos...Ando olhando a barriga, que tanto sonho em ter, nessa pessoa, que me ama, sem eu merecer. E eu não posso ver.
Fala, cadê você?Não cansa suas pernas de fugir dos meus sonhos?Sinto sua falta. Falta do seu cheiro, seu beijo, sua pele. Sinto falta da sua respiração, do seu olhar apaixonado. Sinto falta, sinto falta de ti.
Apenas agradeço a Deus todo o dia por você existir. Penso todo o dia em ver você, te tocar, te abraçar, te beijar, te ter, te amar.
E o preconceito de quem dever estar lendo agora, apesar de depois comentar que foi legal. No seu intimo mais fundo, sente o estomago embrulhar. Sente nojo dessa natureza inversa, disso que vai contra as leis de Deus. E será que o que você faz tambem não é assim?Ninguem é perfeito, todos pecadores. A lei de Deus?Quebrar é divertido, nos deixa feliz.
Deixa eu viver minha felicidade então.


A professora mandou que escrevessemos o que estavamos sentindo, e quem tivesse coragem podia ler pra turma. Otimo, pensei, essa é a chance de mostrar o que penso sobre o preconceito bobo delas. E assim li sem medo, deixando de boca aberta todos os que escutaram e ainda não sabiam. E mais, o D*, o idiota que toma bomba da minha sala, foi o unico que me apoiou. O unico que eu não queria que apoiasse. Maldito.
E a professora sorriu, me deu parabens pelo texto, que como sempre, tava com perfil de futura escritora. Continue escrevendo assim. E disse pra nao dar bola pra preconceitos, isso é pura vontade reprimida de fazer igual. Eu ri. Olhei direto pra minha amiga que eu fizera o caso do 1º paragrafo. Ele sorriu. Acabou o medo que tinha que eu agarrasse ela.
Morta de remorso. Não dormi ontem a noite, porque estava pensando se tinha feito minha bebê sofrer. E acredito que tinha sim. Não me importo que não aproveite a adolescencia quando tiver longe de mim, mas quando eu tiver com você, voltarei a ser adolescente pra te acompanhar nessa fase. Eu te amo.

7 kcal:

Mαrtα disse...

Um grande acto de coragem :)
Muitos Parabéns. Fizeste a diferença e isso é ninguém te tira.

Beijinhos

Yara disse...

Olha flor, eu nem sei direito do que tô falando (do seu caso), mas do lado de fora da escola e de dentro da vida adulta tenho visto grandes avanços em relação ao preconceito.
Tenho amigos gays, já os vi se beijarem e um casal deles já dormiu na minha cama. Beijei muitas meninas quando estava na adolescencia e cheguei até a namorar uma.
No meu tempo de escola não se falava nisso, nem ao menos se ponderava esse assunto. A maioria das crianças não fazia idéia do que era ser "gay'.
Depois de uma campanha, às vezes penso que até mal pensada, massiva da mídia, o assunto foi debatido, aceito e colocado de vez em questão. Foram beijos gays em novelas, filmes ganhadores do Oscar e etc. O resultado de tudo isso foi o que, pode-se dizer, eu chamo de modismo. E, francamente, se eu fosse adolescente hoje provavelmente preferiria me declarar bi a ter de escolher uma opção sexual só.
Mas independente disso, levanta a cabeça pra enfrentar esse preconceito. Preconceito que hoje em dia quase não tem mais razão de ser.
O mundo caminha pra um futuro onde a população não terá mais tão definidos os gêneros. E você ainda verá muitos limites sendo ultrapassados.

Um beijão
FORÇA E CONTROLE

rebeca disse...

primeira vez aqui segundo vc agora

mais concordo com vc em tudo preconceitos e coisa de gente mediocre essas pessoas se quer devem ter o nosso respeito

Roxy disse...

Ah amor...
Preconceito existem em todos os lugares ;S
Eu também sou bissexual, e vejo muito preconceito... Pelo menos a maioria dos meu colegas (não amigos, pois amigas fora do mundo virtual, só tenho uma, a A*) não são preconceituosos... Geralmente vejo o preconceito de quem nem converso... E por isso, pouco me importo com o que eles pensam U_u

Acho legal que vc esteja namorando. É bom ter alguém que a gente gosta e que também goste da gente ao nosso lado ;D Apesar que eu não tenho... Nunca tive, mas suponho que seja bom, certo.? Ahahaha.


Princesa, eu te amo <3
E desculpe-me pela ausência...




Kisses, Roxy. ♥

Caty Star* disse...

Tenho verdadeiro nojo de gente preconceituosa.
o q realmente vale é ser feliz... e nao importa sua opção, temos q amar as pessoas pelo q elas são, temos que querer uma pessoa pq ela nos faz feliz, nos escuta, nos apoia... e nao pelo sexo dela =S
me revolta essas coisas sabe =S
Linda eu torço q voce seja mto feliz com essa menina. Acho tao lindo quando voce fala dela, sinto um carinho enorme nas suas palavras...
Beijos flor
bom fim de semana!
(L)

Descomedida disse...

Quem diz que não existe preconceito E discriminação, é porque não namora uma pessoa do mesmo sexo e não pode demonstrar seu amor em público como os casais heterossexuais. Não pode contar à família. Não pode fazer uma cerimônia de casamento como os casais heterossexuais. Não podem, na maioria das vezes, sequer compartilhar sua felicidade com a família, pois serão até expulsos de casa.

Admiro sua coragem.
MUITO.

Continue assim, seja brava.

Bonequinha de Trapos disse...

Acredito que só devemos falar sobre aquilo que já vivemos e apenas devemos dizer "Não, não tenho qualquer preconceito" quando vimos a nossa amiga a beijar um menina ao nosso lado, ou o amigo da amiga a falar sobre sexo que tem com o namorado. Eu já vivi isso. Eu sei perfeitamente o que é ter amigas ou amigos gay...e não tenho vergonha nenhuma nisso.
Acredito que apenas será dificil agora, no inicio, quando tanta gente se esconde no seu armário...talvez daqui a uns anos ser homossexual será tão "normal" como ser hetero. Tudo depende das mentalidades do futuro.
Adorei o teu texto e a tua coragem em dizer em voz alta tudo isso...é de pessoas como tu que irão marcar a diferença nesta história.
Beijinho*

Postar um comentário